DIRETORES RESPONSÁVEIS

Profissionais com mais de 40 anos de experiência nos ramos de: petróleo e gás natural, químico e de geração de energia elétrica, tendo atuado sempre no comando de projetos e execução de obras e operação de plantas. Com experiências gerenciais vivenciadas em diversos estilos de empresas: Antigas Multinacionais, Internacionais Americanas, Estatais Brasileiras, inclusive Petrobrás.

O foco é a ética profissional, a segurança e o desempenho global da empresa.

JOSE MARIA ANSON ANSON

“O sucesso da implantação de projetos passa pela descoberta de quem são as Partes Interessadas, pela identificação de suas necessidades e pelo atendimento e balanceamento dessas necessidades, que muitas vezes são conflitantes entre si.”

LUIZ ANTONIO ALVES MONTEIRO

“Nenhum trabalho é tão urgente que não possa ser feito com Segurança e Planejamento.”

Principais atividades:

• Responsável pela filial Brasil pelo projeto (engenharia, construção e início de operação) da usina termoelétrica Eletrobolt, em Seropédica, Rio de Janeiro, com 379MW de capacidade, turbinas aeroderivativas em ciclo aberto, acionadas a gás natural. Inclusive a coordenação das atividades do ”Owner´s Engineer” contratado para o Projeto (Enron).

• Responsável pela transferência segura da operação da usina Eletrobolt ao novo proprietário (Enron).

• Responsável, em nível de diretor, pela engenharia e gerenciamento de Projetos de construção e desmobilização de mais de 20 estações de compressão de gás natural para a Petrobrás (Exterran).

• Coordenação, pela filial Brasil, de estudos de site de usinas termoelétricas: ambiental, geotécnico, hidrológico, topográfico, qualidade e disponibilidade de água, batimetria, etc. (Enron).

• Coordenação técnica, pela filial Brasil, para obtenção de licenças e autorizações: Ambiental, ANEEL, ONS (incluindo estudos elétricos), concessionárias (eletricidade e água), DNER, Marinha, COMAR, Bombeiros, Prefeituras, etc. (Enron)

• Gerente de O&M da usina termoelétrica Piratininga, de 472 MW, ciclo Rankine, acionada a óleo combustível, durante 15 anos (Eletropaulo).

• Responsável, do lado da operação, pelos estudos de extensão de vida útil de caldeiras, tubulações de alta pressão e de turbinas, bem como de conversão a ciclo combinado da usina Piratininga (Eletropaulo).

• Coordenação de estudo para modificação do Canal Pinheiros visando aumentar a capacidade de refrigeração, devido a paralização de fluxo desse canal por motivos alheios à administração da Usina Piratininga (Eletropaulo).

• Coordenação de sessões multidisciplinares de “lições aprendidas” e de “análise de riscos” visando aperfeiçoar engenharia e gerenciamento de projetos, em termos de custo, cronograma, aditivos contratuais e segurança. (Exterran).

Principais atividades:

• Construção de sete unidades da Fábrica da Dow Química em Guarujá, incluindo as de Fabricação, de Utilidades, o Terminal Marítimo de estocagem e de Manuseio de produtos químicos de alto risco como EO (Óxido de Etileno) e PO (Óxido de Propileno) (Dow).

• Gerenciamento de Projeto, desde preparo do Memorial Descritivo da Obra, análise de propostas, construção, gestão de “Change “Orders” até o start-up de aproximadamente 24 estações de compressão de gás natural e de 1 planta de tratamento de gás, situadas em várias partes do território nacional, com capacidade instalada de cerca de 190 mil HP. Administrando equipe completa de Gerenciamento de Projetos de cerca de 15 pessoas. Regularização das obras perante todos os órgãos reguladores (Exterran).

• Desmobilização, incluindo o condicionamento para embarque de 14 estações de compressão, até a recuperação do terreno a seu estado original, com relatório de avaliação ambiental. Incluindo o recebimento do termo de encerramento contratual (Exterran).

• Montagem de subestação de 138kV, na Dow Guarujá, com duas linhas de entrada, comutação automática e de várias outras subestações em tensão de distribuição para estações de compressão de gás (Exterran) • Participação da partida da plataforma PCE-1 ENCHOVA, na Bacia de Campos (Petrobras).

• Lançamento da jaqueta e colocação e interligação dos 33 módulos da construção da Plataforma PCH-1 (Cherne I), incluindo testes e início de operação (Petrobras).

• Instalação de 2 moto compressores, capacidade 4100 HP, na Plataforma P-24 e ajustes de finalização de instalação de um compressor, de 1600 HP, na P-15, incluindo a solução de sérios problemas de vibração (Exterran).

• Gerenciamento de ampliação e de implantação de sistemas de modernização – automação, turbinas, geradores, “flare” – em diversas plataformas da Bacia de Campos: SS-11, P-09, P-24, P-27 (Petrobras).

• Coordenação de Turno de Operação de Utilidades: Site de Guarujá com unidades de Poliestireno, Voranol, Epóxi, Látex, Terminal de estocagem, Subestações de entrada (Dow).

• Coordenação de Operação de Plataforma: PCE 1, PCH-1, SS-15, P-09, P-24, P-27 (Petrobras).

Experiência internacional:

• Fiscalização de fabricação e recebimento, nos Estados Unidos, de equipamento de isolamento da vazão de água a 70kgf/cm2 (válvula de 70 tons), da usina hidrelétrica (Light)

• Responsável do Brasil pelo acompanhamento do projeto básico, no Canadá, inclusive do HAZOP de usina termoelétrica (Enron).

• Várias viagens aos Estados Unidos para atender reuniões (ENRON e Exterran).

Experiência internacional:

• Partida da Unidade de Utilidades na Argentina (Dow Química).

• Treinamento em montagem de skids de compressão de gás natural (Exterran)

• Coordenação de engenharia de Houston para execução de levantamento de campo para “upgrade” da plataforma “England” na costa da Venezuela (Exterran).

• Desenvolvimento de filtro para poços com produção de areia na Argentina (Petrobras)